Assistência Social com o Espiritismo


assistencia social

As s i s t ê n c i a   S o c i a l  c om  o  E s p i r i t i smo

O Espiritismo, com Al lan Kardec, traz nova luz à tarefa assistencial, realçando a responsabilidade de seus seguidores pelo preceito «Fora da Caridade não há Salvação»; fundamenta a prática da fraternidade no Evangelho do Cristo. Destacam-se os capítulos X, XI, XII, XIII e XV de O Evangelho segundo o Espiritismosobre o assunto.

A primeira campanha promovida por entidade espírita de que se tem notícia foi realizada por Kardec, através da Revista Espírita(janeiro de 1863), com o objetivo de arrecadar recursos para socorrer os operários de Rouen, França, vitimados por rigoroso inverno. Graças às doações recebidas foi possível levar alguma tranquilidade a inúmeras famílias em provação.

No Brasil, muitos foram os espíritas cuja dedicação e amor, no campo assistencial, se transformaram em exemplo. Entre eles, destacam-se Bezerra de Menezes, Eurípedes de Barsanulfo, Anália Franco e Batuíra.

· Adolfo Bezerra de Menezes(1831-1900) – apóstolo do Espiritismo. Como médico, dedicou-se, com grande desapego e amor, à assistência aos doentes e a todos que o procuravam necessitados de auxílio.

· Eurípedes de Barsanulfo(1880-1918) – natural de Sacramento – MG, educador, espírita, dotado de diversas faculdades mediúnicas, dedicou sua vida à educação do jovem, aos aflitos e abandonados pela sorte. Atendia a todos que o procuravam e ainda, em momentos de folga, saía pelos arrabaldes da cidade a socorrer doentes, assistindo os necessitados de toda ordem e pregando a doutrina do amor ao próximo. (7)

· Anália Franco(1856-1919) – emérita educadora, se entregava, de corpo e alma, à prática do bem. Fundou e supervisionou mais de 70 asilos, creches e escolas espalhadas por vários estados brasileiros. A síntese do seu pensamento era: «O nosso fim é procurar diminuir cada vez mais em nosso meio a necessidade da esmola pelo desenvolvimento da educação e do trabalho, de que provém o bem- estar e a moralidade das classes pobres”. Eduquemos e amparemos as pobres crianças que necessitam de nosso auxílio, arrancando-as das trilhas dos vícios, tornando-as cidadãos úteis e dignos para o engrandecimento de nossa pátria». (6)

· Antônio Gonçalves da Silva, «Batuíra» (… -1909) – português, veio para o Brasil ainda criança e, como imigrante, aqui cresceu e desenvolveu sua obra de dedicação ao próximo. Em 1873, por ocasião da epidemia de varíola, assistiu os doentes e flagelados com verdadeiro espírito de renúncia, dando não apenas o remédio, mas também o pão, o teto e o agasalho. Começou como jornaleiro e terminou seus dias como jornalista espírita. Foi o fundador e impressor do jornal Verdade e Luz.

Em 20 de abril de 1890, é criada na Federação Espírita Brasileira, então sob a presidência do médico homeopata dr. Francisco Dias da Cruz, a Assistência aos Necessitados, com o objetivo de assistir, em suas necessidades materiais e espirituais, os que viviam em penúria física ou moral. Dada a sua importância, a Assistênciaia aos Necessitadosse tornou o centro das ações promovidas pela FEB na sua tarefa de divulgação do Espiritismo.

( Fonte Manual de apoio do DAPSE – FEB – pág 16 a 18)

Esta entrada foi postada em DAPSE.

Um comentário em “Assistência Social com o Espiritismo

  1. Péricles disse:

    Olá amigos.
    O Blog está muito bom e crescendo.
    É uma maravilha a gente ter notícias e avisos da nossa casa com toda essa pontualidade, frequência e conforto.
    Muito, muito bom, mesmo.
    Meus parabéns ao Marcus e toda a turma do Decom.

    Péricles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s